“Não confie nos laboratórios”

Este foi o título do artigo de Suzane Frutuoso, publicada na Revista Época de 30 de julho de 2007, referente a entrevista realizada com o escritor sueco Peter Rost, um médico e ex-executivo da Pfizer que diz que as práticas da indústria farmacêutica são ilegais e antiéticas.

Peter Rost 1

Rost afirma: “não podemos confiar nos laboratórios, pois a principal preocupação da Indústria Farmacêutica é ganhar dinheiro. As pessoas têm que se conscientizar disso. Cobrar posições claras de seus médicos que também não são confiáveis, pois seguem as regras da Indústria. Eles receitam o remédio do laboratório que lhe dá mais vantagens, como presentes ou viagens. É uma situação difícil para o paciente. Por isso, é importante ter a opinião de mais de um médico sobre uma doença. E checar se ele é ligado a Indústria. Como saber? Verifique quantos brindes de laboratório ele tem no consultório. Se houver mais de cinco é mau sinal”.
Peter Rost afirmou também que as práticas de venda da Indústria Farmacêutica colocam em risco a saúde da população mundial. Disse ainda: “Não há interesse em desenvolver medicamentos que possam acabar com doenças conhecidas há décadas. Os países pobres não podem pagar essa conta.”
Segundo Rost a Indústria Farmacêutica se tornou tão poderosa porque ganha cerca de US$ 500 bilhões ao ano e os laboratórios se tornaram donos da Casa Branca. O governo Americano chega a negociar com os países pobres em nome deles. Os Estados Unidos pressionam esses países para que aceitem patentes além do prazo permitido o que provoca a demora desses países para que terem acesso ao medicamento mais barato. E se as nações pobres não aceitam a medida dos americanos, correm o risco de sofrer retaliação e de nem receber os medicamentos. Pessoas que dependem desses medicamentos para sobreviver, como os soropositivos, poderão morrer se o país não se sujeitar a esse esquema.
Peter Rost publicou The Whistleblower:Confessions of a HealthHitman (O Denunciante: Confissões de um Combatente do Sistema de Saúde), lançado nos EUA em 2006 e inédito no Brasil.

“Materia publicada no blog da APANAT em 05/09/2007 e agora republicada”

Pedalada ecológica em São Paulo

sos terra

Pedalada Protesto
Reserva Cultural
DATA: 21/12
HORÁRIO: 9H30
Concentração em frente ao Reserva Cultural

O artista plástico Thiago Costackz convida a todos a participar da SOS – Pedalada Ecológica, que acontece no domingo, 21 de dezembro de 2008, às 10:30h, em frente à Reserva Cultural (Av. Paulista, 900, térreo baixo). O percurso inicia-se na Avenida Paulista e segue até o Parque do Ibirapuera.

A ação esportiva é uma extensão da mostra S.O.S, em exposição até o dia 23 de janeiro na Reserva Cultural, formada por esculturas com forte apelo ambiental, confeccionadas com madeiras de áreas reflorestadas ou restos de demolição, tecidos reciclados, cristais de Murano e porcelanato reutilizado.

A organização estima um número de mil participantes entre ciclistas profissionais e curiosos. Para os que não dispõem de bicicletas, está prevista uma caminhada solidária utilizando o mesmo percurso, em paralelo à pedalada.

O objetivo da SOS é apresentar soluções de sustentabilidade, ecologia, qualidade de vida e possíveis mudanças nos nossos hábitos diários, incluindo desde o uso de materiais inteligentes e ambientalmente corretos até a introdução de medidas por meio da educação ambiental.

Dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) divulgados em novembro revelam que a taxa anual de desmatamento na Amazônia voltou a aumentar. Entre agosto de 2007 e julho de 2008 foram desmatados 11.968 km2 , 3,8% a mais que os 11.532 km2 do período anterior. De acordo com o Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada em Extinção, lançado em novembro pelo Ministério do Meio Ambiente, só no Brasil a lista de espécies ameaçadas é de 627 animais que poderão sumir nos próximos dez anos. O dado é alarmante, uma vez que estima-se que o Brasil possua cerca de 20% da biodiversidade mundial.

Programa:

9h30 – Concentração em frente a Reserva Cultural;

10h30 – Início do percurso;

12h – Chegada dos participantes ao Parque do Ibirapuera;

É necessário informar o nome completo e RG no ato da inscrição.

Organização: A SOS – Pedalada Ecológica é uma iniciativa de Thiago Costackz com apoio da Reserva Cultural, Puma Sports, Hugo Boss, Calvin Klein e Studio A 4 – Projetos Especiais.

Saiba mais no link

pedalada – inscrições

APANAT – Divulgando a Naturologia

Ad  o Nonato
Hoje o pessoal da APANAT esteve presente no programa “No limiar da nova era”da Radio Boa Nova para falar sobre o que é Naturologia.
O Dr. Adão Nonato foi muito gentil em nos convidar e nos oferecer essa oportunidade de contar um pouquinho sobre os benefícios da Naturologia aos seus ouvintes.
No próximo sábado, das 9h as 11h, estaremos a convite do Dr Adão Nonato, fazendo uma palestra para falar mais um pouco sobre a Naturologia e as vantagens da utilização das Terapias Naturais.
A palestra será realizada na Rua Duarte de Azevedo 686 – Santana – SP, e conforme divulgado no programa da rádio, a entrada será um kilo de alimento não perecível e doces para serem distribuidos às crianças da casa André Luiz.

O programa foi transmitido no horário das 9h as 10h da manhã e será reprisado, ainda hoje, no horário das 21h as 22h.
A Radio Boa Nova transmite para a Grande São Paulo e está 24 horas no ar – 1450 AM.

“RIC” – A nova Carteira de Identidade dos brasileiros

O governo estuda um novo modelo para carteiras de identidade que devem ser adotadas a partir de janeiro de 2009.
A nova carteira de identidade dos brasileiros, vai ter informações de RG, CPF e Título de Eleitor em um só documento, e o modelo e tamanho de um cartão de crédito.
A maior novidade é o chip, que vai armazenar todas as informações da pessoa, tais como cor da pele, altura e peso, além de informações trabalhistas, previdenciárias, criminais e o que mais for necessário.
Com a implantação do AFIS (sigla em inglês do Sistema Automático de Identificação de Impressões Digitais) no Instituto Nacional de Identificação (INI) da Polícia Federal, a intenção é gerar um número nacional para todos os brasileiros.
Hoje, cada órgão que cuida do assunto nos estados produz um número diferente de carteira de identidade, o que possibilita uma pessoa a emitir o documento em diferentes regiões.
Agora, as impressões digitais não serão mais no método ‘dedão na tinta’, mas sim escaneadas, e as informações serão enviadas para um banco de dados do INI, que fará um único banco de dados, alimentando o AFIS.
Então, a partir de 2009, essa será a nossa nova carteira de identidade, que deixa de ser RG para ser chamada de ‘RIC’ (Registro de Identidade Civil):
RIC 1 2As informações não são registradas com uma tinta, então nenhum reagente químico pode alterá-la; todos os dados são gravados a laser no corpo do documento.
Além do mais, itens de segurança como dispositivo anti-scanner, imagens ocultas e palavras impressas com tinta invisível, fotografia e impressão digital a laser e a possibilidade de armazenar no chip diversas informações do portador, vem a ser o grande diferencial do novo documento.
A proposta é que, em nove anos todos os brasileiros tenham o novo registro, que vai acabar com o problema de homônimos (pessoas que têm o mesmo nome e números de registro diferentes), e principalmente com as fraudes.

Ian White, no Brasil, veste a camisa da APANAT

Resized Ian WhiteNa foto: Bruna Rei Freitas, Ian White e Suely Ramos Bello.

Num gesto carinhoso de apoio à nossa Associação o nosso querido Ian White, criador das Essências Florais do Bush Australiano, literalmente vestiu a camiseta da Associação Paulista de Naturologia, na tarde de ontem.
Hoje Ian estará viajando para conhecer a Amazonia. Em outubro ele deverá seguir para a Argentina, onde vai ministrar alguns cursos, e somente no mês de novembro ele retornará à Austrália.

Livros da autoria de Ian White:

livro Ian livro Ian 2