Maratona Corpo e Mente

Resized Resized logoinstituto 1
O Instituto Brasileiro de Naturologia – uma organização que oferece à população um ponto de encontros culturais e terapêuticos, relacionados à saúde e ao autoconhecimento com base na Naturologia, em retribuição as conquistas recebidas neste ano, quer compartilhar a PRIMEIRA MARATONA CORPO E MENTE, e VOCÊ é nosso convidado especial.

Data: 13 e 14 de dezembro das 9h30min às 20h, e
15 de dezembro das 9h30: às 14h.
Local: Sede do Instituto Brasileiro de Naturologia (Av. Águas de São Pedro, 239, Jd. São Paulo)

Confira as atividades programadas para a Maratona:

• Yoga (coletivo)
• Pilates (coletivo) gincana – vencedor ganha um vale para massagem relaxante
• Dança do ventre (coletivo)
• Quick Massage – individual (agendar horário)
• H.A.I. – Harmonização Aromática Integrativa (agendar horário)
• Reiki (agendar horário)
• RPG – Palestra interativa
• Iridologia – Palestra interativa
• Florais – Palestra interativa
• Alimentação e os Doshas – Palestra
• Obesidade – Palestra
• Purificação, renovação e estética. A técnica do bambu terapia para um ano novo e uma vida nova.
• Projetos e metas para o próximo ano. OBS. Trazer uma fruta pequena ou flor.
• Ano universal (numerologia)
• Dicas para o natal e passagem do ano
• O que as cartas revelam…
• E outros…

Inscrições
1 Kg de alimento não perecível, ou um item de limpeza.

Garanta sua participação pelo telefone: 3562-6844, ou pessoalmente.

Contamos com a sua presença, participe!!!

“A HISTÓRIA DOS VIAJANTES”

“A HISTÓRIA DOS VIAJANTES”, escrita pelo Dr. Bach, revela algumas atitudes e sentimentos relacionados às essências florais que deram nome a seus personagens.

rockwater 27 1

“Era uma vez – é sempre era uma vez – dezesseis viajantes que saíram para uma excursão através de uma floresta.
A princípio , todos iam bem : porém , depois de ter caminhado durante algum tempo , um dos integrantes do grupo , de nome AGRIMONY , começou a se preocupar quanto a estarem eles no caminho certo ou não. Depois , já de tarde , tendo mergulhado ainda mais na escuridão , MIMULUS começou a ter medo de que tivessem perdido a trilha.
Quando o sol se pôs e as sombras aumentaram e os ruídos noturnos da floresta começavam a fazer-se ouvir , ROCK ROSE ficou apavorado e em estado de pânico.
No meio da noite , quando tudo eram trevas , GORSE perdeu toda esperança e disse :
- “Não seguirei além daqui ; continuem vocês ; ficarei aqui de modo como estou , até que a morte alivie meus sofrimentos”.
OAK , por outro lado , embora sentindo que todos estavam perdidos e que nunca veriam novamente a luz do sol , disse :
- “Continuarei lutando até o fim” , e o fez , de modo corajoso.
SCLERANTHUS tinha alguma esperança , mas às vezes sofria de incerteza e de indecisão , esperando primeiro seguir uma trilha e quase ao mesmo tempo , outra. CLEMATIS continuava a caminhar com dificuldade , quieta e
pacientemente , mas – OH ! – bem pouco preocupado no que diz respeito a dar ou não ali o último suspiro ou sair da floresta. GENTIAN algumas vezes animava bastante o grupo , porém outras vezes caía em estado de desânimo e depressão.
Outros excursionistas nunca tinham medo , a não ser de que seus companheiros desistissem da excursão e , a seu modo , queriam muito ajudá-los.
HEATHER tinha muita certeza de conhecer o caminho , e queria que todos os companheiros e seguissem . CHICORY não se preocupava com o fim da excursão , porém demonstrava muita preocupação no que diz respeito a estarem ou não seus companheiros com dor nos pés , cansados ou com suprimentos suficientes para se alimentar.
CERATO não tinha confiança em suas opiniões , e queria tentar todos os caminhos para se certificar de que o grupo não estava errado , e o pequeno e dócil CENTAURY queria tanto tornar mais leve o fardo dos outros que estava pronto para carregar os apetrechos de todos.
Infelizmente , para o pequeno CENTAURY , ele carregava o fardo dos mais aptos a fazê-lo , pois eles eram considerados os mais fortes.
ROCK WATER , todo ansioso para ajudar , desapontava um pouco o grupo porque criticava o que eles estavam fazendo de errado e , no entanto , ROCK WATER sabia o caminho. VERVAIN também devia conhecer suficientemente o caminho , mas , embora estivesse um pouco confuso , fazia um discurso detalhado sobre qual seria a única trilha que os levaria para fora da floresta. IMPATIENS , outrossim , conhecia bem o caminho da casa , tão bem que estava impaciente com os que eram menos rápidos que ele.
WATER VIOLET percorrera anteriormente aquele caminho , e sabia a trilha certa , no entanto , era um pouco orgulhoso e arrogante , o que os outros não entendiam.
WATER VIOLET julgava-os um tanto inferiores. Ao cabo , todos foram ao fim da floresta.
Agora , eles atuam como guias para os outros excursionistas , que não fizeram a excursão antes e , devido ao fato de saberem que há um caminho que leva até o final , e devido ao fato de saberem que a escuridão da floresta não é outra coisa que as sombras da noite , eles andam como “cavalheiros indômitos” , e cada um dos dezesseis excursionistas ensina a seu próprio modo a lição , dando o exemplo :
AGRIMONY dá largas passadas , sem nenhuma preocupação , e faz troça de tudo.
MIMULUS não sabe o que é medo ; ROCK ROSE , nos momentos mais difíceis , é a própria imagem da calma , da coragem serena , GORSE , na noite mais negra , fala-lhes a cerca das etapas que serão vencidas quando o sol surgir pela manhã.
OAK mantem-se imperturbável durante o mais forte vendaval , SCLERANTHUS caminha com inabalável convicção ; os olhos de CLEMATIS estão postos com alegria no fim da viagem ; nenhuma dificuldade , nenhum contratempo podem desanimar GENTIAN.
HEATHER aprendeu que cada viajante deve seguir o próprio caminho , e silenciosamente vai à frente , a passadas largas para mostrar que isso pode ser feito. CHICORY , sempre esperando ajudar , porém apenas quando solicitado , continua tranquilo.
CERATO conhece muito bem as pequenas trilhas que não levam a parte alguma , e CENTAURY sempre busca as pessoas que são mais fracas , que julgam pesado o fardo que carregam.
ROCK WATER não sabe mais incriminar ninguém , passa o tempo todo encorajando os demais.VERVAIN não prega mais coisa alguma , porém , silenciosamente aponta o caminho.
IMPATIENS não sabe mais o que é pressa , mas se atrasa entre os retardatários para manter o passo. WATER VIOLET , mais como um anjo do que como um homem , passa em meio ao grupo como um sopro de vento ou como um raio glorioso de sol , abençoando a todos.”

EDWARD BACH , 1934

Café x Mosquito da Dengue

Aedes aegypti

Segundo pesquisa realizada pela cientista paulista, a bióloga Alessandra Laranja, do Instituto de Biociências da UNESP (campus de São José do RioPreto), a borra de café produz um efeito que bloqueia a postura e o desenvolvimento dos ovos do Aedes Aegypti.
A solução pode ser aplicada em pratos que ficam sob vasos com plantas, dentro de bromélias e sobre a terra dos vasos, jardins e hortas. Inseticida natural serve também como adubo, ecologicamente correto.
“A borra não precisa ser diluída em água para ser usada”, destaca a bióloga. Pode ser colocada diretamente nos recipientes, já que a água que escorre depois de regar as plantas vai diluí-la.

Saiba mais no link:

Pesquisa

Pesquisa “Complexidade e Promoção de Saúde: Uma revisão do modelo de atuação profissional em Naturologia.”

Croce 1

Olá a todos os visitantes do blog da APANAT!!!
Este é o resumo do meu trabalho de conclusão de curso apresentado às 13 horas do dia 22/11 na Universidade Anhembi Morumbi. Trata-se de um trabalho que fala bastante sobre a essência deste curso, fornecendo uma oportunidade para você Naturólogo ou não, conhecer mais sobre esta recente profissão.
Deixo meu contato jomardias@terra.com.br aberto às discussões, opiniões, dúvidas e comentários recorrentes da apresentação. Para quem não esteve presente neste dia, basta enviar um pedido que enviarei o trabalho na íntegra.
Abraços a todos,
Otávio Croce Dias

COMPLEXIDADE E PROMOÇÃO DE SAÚDE: UMA REVISÃO DO MODELO DE ATUAÇÃO PROFISSIONAL EM NATUROLOGIA.
OTÁVIO CROCE DIAS

Ninguém se ilumina imaginando luzes, mas conscientizando sombras. (JUNG, 1980)

A Naturologia incorpora novas tendências e novos paradigmas como a transdisciplinaridade, a complexidade e a promoção de saúde, que buscam novas leituras científicas pensando o conhecimento como algo além das disciplinas e propondo uma religação e construção de novos saberes. A correlação da Naturologia com estes princípios, reflete um resgate do ser humano e o início de uma nova visão no campo da saúde. Assim, a Naturologia possui uma proposta diferenciada em relação ao que tem sido realizado academicamente frente a esta questão. O presente projeto, pretende discutir a relação entre a abordagem terapêutica proposta pela Naturologia atualmente, a noção de Promoção de Saúde e a Complexidade nas dimensões paradigmáticas e práticas. Este trabalho é constituído por uma etapa bibliográfica sobre a temática: complexidade, transdisciplinaridade, Promoção de Saúde e Naturologia, e uma etapa de pesquisa empírica realizada com os alunos em prática de estágio do curso de Naturologia da Universidade Anhembi Morumbi. Trata-se de uma pesquisa mista, qualitativa e quantitativa, com o intuito de fornecer dados para a verificação da adequação do Modelo de Avaliação em Naturologia aos princípios da Promoção de Saúde e da visão de homem multidisciplinar, noção primordial para a concepção da Naturologia. Este projeto pretende salientar a importância de uma abordagem multireferencial do ser humano no campo da Naturologia.

Palavra chave: Complexidade. Transdisciplinaridade. Promoção de saúde. Naturologia