Apanat - Associação Paulista de Naturologia

(esqueci a senha) (cadastre-se)
página inicial

Acupuntura

Origem

Conhecido como Imperador Amarelo, Huang Di Nei Jing, é visto como o grande ancestral do povo Chinês. Em forma de dialogo entre o Imperador e o primeiro ministro Khi Pa, surgiu a obra Clássico da Medicina do Imperador Amarelo, onde é composta por duas partes Su Wei, seria a “consulta” além de mostrar as bases da Medicina Tradicional Chinesa, e o Ling Shu, que significa “alma dos estudos”, nele contem toda a essência da Acupuntura. Esse Tratado é uma grande referencia quando se fala em Medicina Tradicional Chinesa (CHUNCAI, 1999).


Histórico

A Medicina Tradicional Chinesa concentra-se na observação dos fenômenos da Natureza e no estudo e compreensão dos princípios que regem a harmonia nela existente. Na concepção Chinesa, o Universo e o Ser Humano estão submetidos às mesmas influências, sendo partes integrantes do Universo como um todo. Dessa forma, observa-se os fenômenos que ocorrem na Natureza, por analogia, pode-se estendê-los à fisiologia do corpo humano, onde nele se reproduz os mesmos fenômenos naturais. A concepção filosófica chinesa a respeito do Universo está apoiada em três pilares básicos, a teoria Yin/Yang, Cinco elementos (Cinco movimentos) e Zang Fu (Órgãos e Vísceras) (YAMAMURA.2004).

Yin/Yang é a reunião das duas partes opostas que existem em todos os fenômenos e objetos recíprocos no meio natural. Essa teoria considera o mundo como um todo e esse todo é resultado da unidade contraditória dos dois princípios (AUTEROCHE e NAVAILH, 1992).

Cinco elementos (Cinco Movimentos), Constitui a base da Medicina Tradicional Chinesa, os Cinco elementos são Água, Fogo, Metal, Terra, Madeira. A Água umedece em descendência , o Fogo chameja em ascendência, a Madeira pode ser dobrada e esticada, o Metal pode ser moldado e endurecido e a Terra permite a disseminação, crescimento e a colheita (MACIOCIA, 1996). Por meio desse conceito, procura-se explicar os processos evolutivos da Natureza, Universo, Saúde e Doença (YAMAMURA.2004).

Zang Fu (Órgão e Vísceras), o Zang são os órgãos, Coração, Fígado, Baço, Rim,Pulmão, possuem a função de produzir, transformar e armazenara essência. Enquanto que o Fu, esta relacionado com as vísceras que são, Vísceras, Intestino Delgado, Intestino Grosso, Triplo Aquecedor, Estomago, Bexiga, Vesícula, possuem a função de receber, digerir os alimentos, transformá-los e excretar os resíduos (AUTEROCHE e NAVAILH, 1992). Aborda a fisiologia energética, onde constitui a base para a compreensão fisiologia e da propedêutica energética, além da fisiopatologia das doenças e seu tratamento (YAMAMURA.2004).


Formas de Atuação

A pratica da Acupuntura tradicional na China está baseada na aplicação dos seguintes princípios: Yi e Yang; Oito princípios; Fatores de doença; Matéria (Substância); Canais Colaterias (Jung Luo); Zang Fu (Órgãos e Vísceras) (ROSS, 2003).

O primeiro estágio na prática clínica é o diagnostico, onde as informações são colhidas através de recursos como, Anamnese (Interrogatório e observação, palpação, inspeção, auscultação e olfação), Pulso e Língua (ROSS, 2003).

Após elaborar um diagnóstico e identificar o padrão, o próximo passo consiste em determinar o tratamento a ser adotado, através das técnicas  a Acupuntura, Moxabustão, Ventosa, Fitoterapia Chinesa, Dietoterapia Chinesa, Magnetoterapia, Sangria (MACIOCIA, 1996).
 

Contra-indicações

Gravidez : Tanto a Acupuntura, quanto a Moxabustão, são contra-indicados em pontos localizados no baixo ventre e na região lombo sacro durante o primeiro trimestre de gestação, após esse período deve ser evitado os pontos de abdome superior, região lombo sacra e pontos que causem sensações fortes, assim como pontos de auriculoterapia (WEN, 2007).

Tumores malignos: nesse caso poderá ser utilizada como medica complementar ao tratamento alopático, em combinação aos outros tratamentos para alivio de dor, minimizar efeitos colaterais e melhorar a qualidade de vida do paciente, isso, mediante autorização médica (MACIOCIA, 1996).

Emergências médicas (WEN, 2007).
Sangramento: pacientes com problemas de coagulação e em uso de anticoagulante (MACIOCIA, 1996).


Referencias Bibliográficas


AUTEROCHE,B.; NAVAILH,P. O Diagnóstico na Medicina Chinesa. 1ª Edição, São Paulo, Editora Andrei, 2002.

CHUNCAI, Zhou. Clássico de Medicina do Imperador Amarelo – Tratado sobre a Saúde e a Vida Longa.1ª Edição, São Paulo, Editora Roca 1999.

MACIOCIA, Giovanne. Os fundamentos da Medicina Chinesa – Um texto abrangente para Acupunturistas e Fitoterapeutas. 1ª Edição, São Paulo. Editora Roca, 1996.

MACIOCIA, Giovanni. A Prática da Medicina Chinesa – Tratamento de Doença com Acupuntura e Ervas Chinesas. 1ª Edição, São Paulo. Editora Roca, 1996).

ROSS, Jeremy. Sistemas de Órgãos e Vísceras da Medicina Tradicional Chinesa. 1ª Edição, São Paulo. Editora Roca, 2003.

WEN, Tom Sintam. Acupuntura – Clássica Chinesa. 13ª Edição, São Paulo. Editora Pensamento Cultrix,2007.

YAMAMURA,Ysao. Acupuntura Tradicional – A Arte de Inserir. 2ª Edição, São Paulo. Editora Roca, 2004.

Autor: Amanda Ghiraldelli Giuseppe 
Formada em Naturologia pela Universidade Anhembi Morumbi, Pós-graduada em Acupuntura pela ETOSP e Pós-graduada em Iridologia pela FACIS

Artigos Hemeroteca    

Acervo Bibliográfico

Vídeo - Acupuntura

Video: Acupuntura em idosos

2009 Apanat - Todos os direitos reservados

Desenvolvido pela S3Web